Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
6
1 de Abril de 2005 às 00:00
Começou a segunda série da ‘Quinta das Celebridades’ na TVI. Se a primeira se revelou um sucesso de audiências, já o mesmo não se pode dizer desta fase que arrancou submergida pela novela da SIC, ‘A Senhora do Destino’, com público fidelizado. É feita da mesma massa que a primeira, mas a capacidade de surpreender é agora mais difícil.
Os primeiros ocupantes da ‘Quinta’ gastaram todos os cromos em piruetas e discursos tão variados que agora sabe tudo a requentado. Os protagonistas desta edição valem pouco. De resto, em termos globais é gente que se esforça, sem êxito, para ser engraçada, criar personagens com aresta, tentar individualizar uma praxis que componha um retrato notado no seio daquela massa uniforme. Estão ali todos pelos muitos euros que a Endemol paga para os usar como marionetas, mas dispõem, em geral, de pouca massa cinzenta e sentido de humor para galvanizar o país dos ‘reality shows’.
Não há um erro de ‘casting’ da Endemol. O número de cromos por metro quadrado neste País à beira-mar plantado é que é curto e portanto não há melhor do que aquilo. Criam pequenos dramas para soltar a lágrima fácil, recriam-se em palhaçadas sem graça nenhuma, são toscos em quase todas as tarefas (só aprenderam a arte de sacar uns euros...), não conseguem ligações afectivas, nem entre eles, nem com os restantes animais da quinta.
O ‘reality show’ está assim ameaçado por falta de coesão e objecto. É um desfilar avulso e contraditório com senhoras de belos vestidos compridos a quererem aproximar-se dos currais dos porcos com medo de sujarem a chinela e a saia rodada e de homens efeminados a experimentarem perucas, bâtons e pó-de-arroz. É pouco, muito pouco. Falta uma Lili Caneças a fazer de Madame Bovery, um Gonçalo da Câmara Pereira a vestir a pele do ‘cowboy’ duro, machista, e algumas meninas a experimentar no ‘saloon’ o ‘Can-Can’ tradicional. É cada vez mais difícil prolongar o ‘sucesso’ dos ‘reality shows’.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)