Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
5
10 de Fevereiro de 2007 às 00:00
SIM
Salvaguardando os excessos cometidos de parte a parte, os portugueses saem deste referendo com mais informação sobre o aborto, o seu enquadramento penal e o desenvolvimento do feto. A informação, qualquer que ela seja, circulou e chegou mais longe a mais pessoas. Desde os liceus de Lisboa às aldeias da Beira Baixa, o tema foi discutido e comentado.
Miguel Alexandre Ganhão, Editor de Economia
NÃO
Ouviu-se muito ruído, exageros verbais de parte a parte e muito pouca informação consistente. Perdeu-se uma oportunidade de debater seriamente um assunto que implica tantos dilemas morais. As sondagens revelam que pouca gente mudou a intenção de voto por causa da campanha, o que significa que apesar de tanto barulho e dos milhões gastos não ficou nada.
Armando Esteves Pereira, Editor Executivo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)