Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
2
19 de Maio de 2004 às 00:00
SIM
Se não existirem contribuintes líquidos para o sistema da Segurança Social não haverá reformas nem aos 55 nem aos 65 anos. A esperança média de vida aumenta e com ela os encargos do Estado. Para alguém que se reforma aos 55 anos, é expectável que a Segurança Social tenha de garantir uma pensão de reforma por mais 30 anos. Não há Orçamento que resista a este tipo de contabilidade.
Miguel Alexandre Ganhão Editor de Economia
NÃO
A evolução demográfica não deixa alternativas, mas Bagão Félix acaba, mais uma vez, por fomentar alguma injustiça social. Se é seu desejo poupar com quem se reforma cedo e aufere rendimentos elevados (no que estamos de acordo), então dever-se-ia introduzir uma penalização discriminada consoante os rendimentos. O impacto de 5% para quem ganha 4000 euros não é mesmo que 5 % para quem ganha metade.
Edgardo Pacheco Editor de Política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)