Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
5
2 de Outubro de 2003 às 00:00
É importante confrontar a comunidade universitária com as realidades, com o apertar do cinto exigido aos portugueses, o congelamento dos ordenados na função pública e os cortes orçamentais generalizados. E, como vanguarda, espera-se da Universidade o exemplo. Uma autonomia responsável que exige esforço à sociedade portuguesa porque lhe quer dar um melhor futuro. Nunca demagogia, nem corporativismo. O País precisa de sentir que é decisivo gastar na Universidade, mas dispensa lamúrias de falsos carenciados e conluios para mamar no Orçamento. A Universidade tem de viver com transparência. Merecer o respeito e o apreço do País e deixar de ser um cafarnaum de licenciaturas produtoras de diplomas. Tem de ser exigente para exigir. Falar claro, sem berrar. Ser inovadora no marasmo. Convocar o País para o futuro.
Ver comentários