Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
4
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Eduardo Dâmaso

Riqueza ilícita

Porquê criminalizar o enriquecimento ilícito? A argumentação pode ser quase infinita mas basta constatar o tipo de sociedade que construímos.

Eduardo Dâmaso(eduardodamaso@sabado.cofina.pt) 12 de Janeiro de 2011 às 00:30

A partir da apropriação do Estado por fortes grupos de interesses, construiu-se uma sociedade desigual em que a institucionalização opaca de comportamentos de favorecimento de quem tem poder e dinheiro é em si uma exploração dos que estão longe deles.

O doente que continua a ser tratado como um número nos hospitais; o idoso que é deixado a morrer sozinho; o sem--abrigo abandonado à sua sorte; o trabalhador que se vê espoliado de um futuro porque as empresas e os próprios governos não asseguram as suas contribuições obrigatórias para os fundos que garantem as prestações sociais; os desgraçados trabalhadores por conta de outrem que pagam a principal factura do Orçamento do Estado; o empresário que nunca chegará a sê-lo porque não pagou o suficiente em comissões; enfim, todos perdem materialmente qualquer coisa. Na retaguarda de cada uma destas situações, há sempre uma injustiça objectiva, uma negligência visível. Só uma perseguição destes comportamentos na sua forma de ilegalidade ou de laxismo poderá representar um real enriquecimento dos que não têm poder e, por acréscimo, a superação das profundas desigualdades.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)