Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
9
15 de Agosto de 2003 às 00:00
Até que eu, um veterano nestas andanças, recordo sempre com saudade os triunfos de Sousa Cardoso, no tempo das pasteleiras, a enorme classe de Mário Silva, os despiques vivos e por vezes agrestes de Joaquim Andrade com Agostinho, que Fernando Mendes, infelizmente desaparecido, também protagonizou. A classe e a elegância de Joaquim Sousa Santos, o nervoso miudinho de Fernando Carvalho, sempre à espreita de um triunfo, ainda que por segundos, sobre Joaquim Gomes. Foram lutas históricas a encher as mais belas páginas do nosso ciclismo, que o povo transformou em lenda. E foi bonito ver desfilar diante dos nossos olhos todos estes campeões, ao mesmo tempo que desfilavam milhares de quilómetros percorridos nas estradas da nossa saudade.
Ver comentários