Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
9
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Fernanda Cachão

Se a terra tremer

Entre as medidas apresentadas pelo Governo, a mais notável nem integra o chamado Programa de Emergência Social (PES). O Governo de Passos Coelho vai lapidar a jóia da coroa socialista – o Rendimento Social de Inserção passa a ser cortado aos que recusem trabalho.

Fernanda Cachão 7 de Agosto de 2011 às 00:30

Só quem não viu como a indolência assassinou uma boa medida poderá ficar insultado. A medida de Guterres, já polida por Barroso, deu dignidade a muitas famílias mas alimentou o anedotário e introduziu uma frase no português corrente: "Aqueles vivem à conta do rendimento mínimo."

Agora parece que vão ser distribuídos quatrocentos milhões de euros por três milhões de portugueses – os mais pobres num país europeu pobre. O PES chegou cheio de algumas medidas interessantes e muitas nobres intenções – parece aqueles simulacros de situação de catástrofe em Portugal. Se a terra tremer, entram estes meios em acção, procede-se ao socorro e à triagem das vítimas e chamam-se psicólogos para sanar o trauma. Fica-se sempre com a noção da importância dos ditos simulacros e com a ideia de que, quando a terra tremer, nada valerá de muito. Neste Agosto envergonhado, nem o tempo é garantido.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)