Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
2
28 de Novembro de 2005 às 00:00
SIM
O direito à greve assiste a todos os trabalhadores. E embora tenham um estatuto especial na sociedade, os agentes da polícia não deixam, por isso, de ter direitos. Mas porque aqui está em causa um valor mais alto – a segurança de todos nós –, esse direito só deve ser exercido quando estiverem assegurados os chamados serviços mínimos que possam garantir protecção às populações.
Fátima Vilas-Bôas, Editora de Cultura & Espectáculos
NÃO
Ser polícia não passa apenas por escolher a carreira – é uma opção decidida com vontade de servir a sociedade. Por isso, há regras de conduta que devem manter-se, como a recusa do direito à greve. Tal não invalida a necessidade de lutar de outras formas pelos direitos diminuídos, até porque as condições de trabalho dadas pelo Estado são uma perfeita vergonha. Agora e há já muito tempo.
Nuno G. Pereira, Editor de Sociedade
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)