Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
5
15 de Dezembro de 2009 às 00:30

Para trás ficava um ano bem sucedido numa equipa moribunda (E. Amadora), uma passagem discreta por Espanha (Huelva), dois anos sem algo que o distinguisse em Setúbal e, antes ainda, uma época ‘a rodar’ no Casa Pia. Isto até chegar à Reboleira, sempre na condição de jogador emprestado pelo Sporting. Aos 24 anos, Varela parecia condenado a engrossar o pelotão das vãs promessas do futebol português.

Estamos quase no Natal e Varela resiste, como figura do FC Porto. Resiste à pressão, às lesões, à concorrência interna. Prolonga o estado de graça, ‘sobrevive’ a uma inoportuna paragem e até faz sentar estrelas de outros orçamentos. O Drogba da Caparica, como lhe chamam, deverá ser o próximo internacional do futebol português. E arrisca-se a ir ao Mundial, em desfavor de trivelas caídas no esquecimento.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)