Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
9
9 de Outubro de 2011 às 01:00

Já fomos descritos, há séculos, como um "povo que nem se governa nem se deixa governar". Mais recentemente, e após um longo período de ditadura, temos sido considerados como um "povo de brandos costumes"! Em que ficámos, afinal? Teremos ainda condições para correspondermos à descrição cantada no hino nacional, que nos chama "heróis do mar, nobre povo, nação valente, imortal"?

A nossa proverbial serenidade poderá estar à prova, se o povo não compreender nem quiser submeter-se a um duríssimo programa de austeridade que aí vem! Ninguém lucrará com tumultos sociais. Porém, com as muitas brasas que existem já na fogueira do descontentamento popular… todo o cuidado é pouco!

Ver comentários