Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
9
28 de Abril de 2007 às 00:00
O treinador acha que a diferença entre o sucesso e o fracasso reside somente nas bolas que entram ou batem na trave. Por isso, Nuno Gomes será substituído por Simão, que tem ocupado ao longo do ano a liderança dos marcadores, sem culpa da perda de eficácia de praticamente todos os homens-golo da competição.
Reencontram-se Simão e Rui Costa que alguns consideram incompatíveis, só porque coincidiram nos cinco jogos seguidos que o Benfica não conseguiu vencer, até à última jornada em que o ‘capitão’ esteve ausente e não ‘atrapalhou’ a folgada vitória no Funchal.
O futebol presta-se a muitas leituras absurdas como essa, mas também oferece números interessantes para reflexão. Simão e Rui Costa actuaram lado a lado (com Nuno Gomes) nas partidas de maior produção ofensiva (23 e 21 remates, respectivamente) do Benfica esta época, frente ao Boavista e ao Braga: ambas terminaram empatadas a zero.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)