Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
3
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

João Pereira Coutinho

Só em Marte

João Pereira Coutinho 18 de Fevereiro de 2012 às 01:00

O Presidente da República ia visitar a Escola António Arroio. Mas, a meio do caminho, alguém deve ter informado a comitiva: cuidado, há alunos à espera do Presidente com manifestações explosivas. Segundo parece, a rapaziada protestava contra a ausência de um refeitório e o fim do passe escolar. Ninguém sabe o que se passou na cabeça de Cavaco para este dar meia volta e fugir destas perigosíssimas ameaças. Mas não é de excluir que o Presidente tenha feito contas à vida e temido pela sua carteira: e se os alunos lhe fossem pedir dinheiro a ele? A vida está cara. E, a de Cavaco, não dá para as despesas. Seja como for, impõe-se uma pergunta: se o Presidente foge com meia dúzia de alunos, o que fará ele no futuro? Um país em recessão e com 14% de desemprego não vai acalmar. Pelo contrário, vai incendiar: metafórica e literalmente. Só espero que alguém em Belém já esteja a preparar uma nave espacial para Cavaco. O nosso Presidente só se salva em Marte.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)