Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
1
29 de Maio de 2013 às 01:00

Há outros contos proibidos deste género no percurso do líder histórico socialista, como se pode ler no livro ‘Mário Soares Uma Vida’, a sua biografia não autorizada escrita pelo jornalista Joaquim Vieira e publicada em março, para desagrado do político.

Vem isto a propósito da entrevista de ontem ao jornal ‘i’, em que Soares diz que Paulo Portas só não sai do Governo por estar sob chantagem do parceiro da coligação em consequência do ‘processo dos submarinos’.

Mário Soares atingiu um estatuto em que pode dizer tudo, como se fosse inimputável. O que é péssimo, em primeiro lugar, para o próprio. Mas é também o retrato da ausência de uma alternativa com futuro das oposições de esquerda, que Soares reúne ainda hoje, num regresso ao passado.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)