Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
7
8 de Julho de 2005 às 00:00
SIM
A cimeira dos Açores, que antecedeu a invasão do Iraque, teve três protagonistas e um anfitrião. Os países dos protagonistas foram alvos de bárbaros ataques terrositsas. Além disso, nenhum país se pode considerar a salvo destes bárbaros ataques terroristas, pelo que é preciso que as forças de segurança e os serviços secretos de todo o mundo estejam atentos.
Armando Esteves Pereira, Editor Executivo
NÃO
Um país como Portugal, pequenino, sem qualquer influência na política internacional, não tem razões para temer atentados terroristas. A lógica operacional dos terroristas rege-se muito pelo impacto de terror e choque que um atentado poderá provocar na sociedade ocidental. Por isso, são as grandes capitais ocidentais, como Nova Iorque, Londres, Madrid ou Roma, que estão na rota de colisão.
António Sérgio Azenha, Editor de Política
Ver comentários