Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
7
16 de Junho de 2006 às 00:00
SIM
A comunidade internacional e a União Europeia, em particular, têm a obrigação moral de ajudar de todas as formas possíveis (apoio político, económico e mesmo militar) a jovem nação de Timor neste momento difícil. Essa assistência é de importância vital para o processo de consolidação da democracia naquele país, que aliás deveria ter sido assegurada de início não abandonando Timor cedo de mais.
José Rodrigues, Subeditor de Política
NÃO
A Europa não tem nenhuma obrigação para com Timor. Pode, eventualmente, apoiar os esforços feitos por países amigos, como é o caso de Portugal. Mas não deve e não pode colocar-se numa posição em que fique obrigada a prestar auxílio militar ou financeiro. Existem várias regiões no Velho Continente que lutam com dificuldades muito semelhantes às que se vivem naquele país asiático.
Miguel Alexandre Ganhão, Editor de Economia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)