Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
2
29 de Outubro de 2003 às 00:00
SIM
Numa altura em que se fala tanto de pirataria informática e fraude nos cartões de débito e crédito, os cheques apresentam-se ainda como um meio de pagamento seguro. Trata- -se de uma segurança que é dada, por um lado, pelo próprio banco emissor (que se responsabiliza pelo pagamento até 60 euros), por outro pelo Banco de Portugal que supervisiona toda a compensação daqueles meios de pagamento. Pena é que, tantas vezes os utilizadores façam mau uso deles.
Miguel Alexandre Ganhão - Editor de Economia
NÃO
O acto de passar cheques ‘carecas’ está a banalizar-se. Se dúvidas houvesse, os números falam por si: entre Julho e Setembro deste ano passaram-se 280 mil cheques sem provisão. É óbvio que, perante este cenário, a resistência a este meio de pagamento seja cada vez maior. E ninguém, por mais honesto que seja, se pode admirar que haja quem não o aceite. Tanto mais que há outras formas de pagamento, simples e seguras, como os cartões de débito e crédito.
Paulo João Santos - Editor de Sociedade
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)