Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Manuel Catarino

Um adolescente com Delgado

O dr. Defensor de Moura escusa de exagerar na veia de lutador pelas liberdades. É um republicano, um democrata, um inimigo visceral das ditaduras. Pode ser tudo isso – que só lhe fica bem.

Manuel Catarino 18 de Janeiro de 2011 às 00:30

Mas soa um bocadinho a falso ouvi-lo a puxar dos galões de antifascista e recordar como na adolescência "participou activamente" – palavras dele – na campanha do general Humberto Delgado, em 1958, contra o candidato do Estado Novo. E por aí se ficou, que se sabia, a activa militância de Defensor de Moura no combate à ditadura. Nisso, honra lhe seja, Manuel Alegre tem muito mais a dizer. Ele e o candidato comunista, Francisco Lopes, que andou por aí na clandestinidade. Alegre, volta e meia, diz que não fez "exame de admissão à democracia" – por oposição a Cavaco Silva, cujo bom comportamento para com a ‘situação’ foi atestado pela polícia política. As masmorras não fazem de ninguém o melhor Presidente.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)