Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
4
24 de Novembro de 2010 às 00:30

Agora chegou a vez à greve geral decretada para hoje pela CGTP e UGT. As duas centrais sindicais gabam-se de ir parar o País.

Não é bem assim. O mais natural é pararem o Estado, o que não é bem a mesma coisa. Evidentemente que milhares de indígenas vão ser impedidos de trabalhar por falta de transportes e outras pedras que os grevistas irão pôr no caminho de quem não alinha nesta jornada de protesto.

Seja como for, os cofres públicos podem poupar para cima de cem milhões de euros em salários não pagos. O que é bom em tempo de penúria. Por isso mesmo, importa fazer aqui e agora um apelo. Todos os empregados do Estado devem fazer greve. Sem excepção. É um dever patriótico.

Ver comentários