Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
9
5 de Julho de 2010 às 00:30

A partir daí, Lahm e os seus companheiros, muito bem organizados, dominaram a partida e concretizaram facilmente as oportunidades que foram surgindo. Muitas vezes, a inexperiência é desculpa para o fracasso mas, no caso da Alemanha, é uma grande qualidade para os seus jogadores, porque o gozo deles é jogar.

Maradona apostou na mesma equipa que tinha jogado contra o México. Uma formação com pendor atacante, que teve em Messi a imagem da ausência de marcação, recuperação, construção do jogo e invisível na concretização. Mascherano e a sua defensiva estiveram muito sozinhos.

Depois da goleada com a Inglaterra e da lição à Argentina, vai ser muito difícil impedir a Alemanha de ir até ao fim...

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)