Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
2
18 de Setembro de 2004 às 00:00
A luta é desleal e perversa, porque bin Laden, Basayev e C.ª sabem que Bush e Blair nunca matarão indiscriminadamente, nem mesmo terroristas confessos. Ontem, Basayev mostrou-o, reivindicando, orgulhoso, o ataque à inofensiva escola de Beslan: “Lamento, É a guerra que Putin declarou há cinco anos.”
Antes, já o presidente russo havia prometido intensificar o combate ao terrorismo, mas fê-lo da forma que os radicais mais gostam, ao cair na tentação de estrangular a democracia a favor de um reforço do poder do Kremlin.
E isso é o que jamais pode acontecer, porque, como alertou ontem o ex-presidente russo Boris Ieltsin, “o cerceamento das liberdades e dos direitos democráticos seria também uma vitória para os terroristas” – a maior.
O desafio é ser cada vez mais implacável, mas sem ceder às provocações dos radicais e dos que ainda defendem ser possível negociar com eles.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)