Um Tiririca nacional

João Pereira Coutinho

Um Tiririca nacional

A campanha já teve de tudo: candidatos que desconhecem a Constituição; ataques demolidores contra o sistema pluripartidário pelos mesmos que o tencionam presidir; explorações descaradas da miséria; e, claro, generosas quantidades de lama com o ‘caso’ BPN. Faltava, porém, alguém que animasse o circo e aliviasse a náusea do cidadão comum.
  • 0
  • 0
Por João Pereira Coutinho|09.01.11
  • partilhe
  • 0
  • 0
Um Tiririca nacional

Pois bem, o personagem chegou: chama-se José Manuel Coelho, veio da Madeira (com a EasyJet) e, nas intenções de voto, arregimenta uns espantosos 1,6% (o dr. Garcia Pereira deve ter saltado da janela). Mas há mais: a RTP, cumprindo a sua vocação de serviço público, resolveu espatifar o dinheiro dos contribuintes para entrevistar em horário nobre o candidato Coelho, prova acabada de que a privatização da RTP não é apenas um imperativo económico; é uma necessidade moral. Daqui até dia 23, eu tremo só de pensar nas surpresas que a campanha reserva. Mas uma coisa parece certa: as presidenciais de 2011 ficarão na história como o momento em que o país disse adeus à Europa e rumou para a América Latina. E nem um Tiririca nos faltou.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)