Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
6
27 de Abril de 2013 às 01:00

Qual o papel para uma esquerda moderna que saiba combinar liberdade com responsabilidade pessoal, mercado com responsabilidade social, rigor orçamental com estímulo à economia? Que sentido para uma esquerda progressista, baseada no humanismo, aberta à diferença, mas que não se alheie das tradições, da família e da sustentabilidade da natureza?

Como conceber uma esquerda que combata o arbítrio, os privilégios injustificados e a desigualdade de oportunidades e, ao mesmo tempo, construa uma alternativa de poder que mobilize os portugueses, voltando a dar-lhes a esperança? Estas são algumas questões a que mais um congresso do PS deverá dar resposta. Uma resposta à esquerda do centro, equilibrada, mas firme, onde a política readquira a dignidade perdida.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)