Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
26 de Março de 2005 às 00:00
Mas vergonha é coisa rara nesta história. O ex-ministro da Saúde, Luís Filipe Pereira, mostrou não tê-la ao assinar a Portaria; quanto à Ordem dos Farmacêuticos e à ANF, ficou ainda mais claro que vendem uma fantasia suja quando juram preocupar-se com os doentes.
Os manipulados constituem uma parcela ínfima do mercado farmacêutico. Porém, são (eram?) fundamentais para quem deles precisava, por serem baratos, em especial pais e idosos. Se alguma vez as farmácias puderam orgulhar-se de ter uma função social, era aqui – medicamentos com lucros reduzidos, mas muito úteis para quem compra.
Nesta reportagem, falta acima de tudo a resposta de Luís Filipe Pereira – como é que alguém que sempre disse zelar pelos doentes assinou a oficialização de um roubo? Infelizmente, o CM não conseguiu localizá-lo. Mas onde estiver, é certo que goza de boa saúde.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)