Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

João Pereira Coutinho

Uma piada

Nunca levei a sério o Nobel da Paz: se Yasser Arafat o ganhou, só estranho que Carlos, o Chacal também não o tenha levado.

João Pereira Coutinho 13 de Outubro de 2012 às 01:00

Mas que dizer da escolha da União Europeia este ano? Segundo os sábios noruegueses, a UE garantiu a paz nos últimos 60 anos e continua a ser uma referência de ‘fraternidade’. Difícil não rir. Para começar, o papel da UE na manutenção da paz é manifestamente exagerado: sem a presença americana na Europa, com os mísseis apontados a Leste, as seis décadas de paz não teriam sobrevivido seis dias. Sem falar do presente: ‘fraternidade’? Vê-se: em Atenas, Merkel precisou de sete mil polícias para não ser linchada; Espanha, sob o peso da crise, ameaça desagregar-se como estado unitário; e a austeridade, que o FMI já condena e a Comissão Europeia enxota do seu prato, vai decepando as economias do sul – e, com elas, a própria viabilidade dos seus regimes democráticos. O Nobel para Arafat foi um insulto. Para a UE, uma piada. Macabra.

Ver comentários