Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
6
18 de Setembro de 2006 às 00:00
É por tudo isto que o futebol é cada vez mais pobre. Errar é humano, é verdade, mas procurar corrigir o erro também o é. Actualmente, as novas tecnologias poderiam ser um precioso auxiliar para a função de um árbitro de futebol, como o são noutros desportos.
Mas a FIFA continua a fechar os olhos a esta realidade e não acelera, como devia, processos que, mais tarde ou mais cedo, serão obrigatórios. A verdade desportiva saía a ganhar. A suspeita diminuía. Os árbitros ficavam com visão raios x. Os adeptos dormiam mais tranquilos. Os jogadores também.
Porquê insistir no erro? Alguém consegue explicar?
Ver comentários