Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
5
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

João Pereira Coutinho

Vergonha

É bom aterrar no Brasil em pleno Verão: enquanto Lisboa está gelada, São Paulo tem um calor temperado pelos padrões dos trópicos.

João Pereira Coutinho 4 de Fevereiro de 2011 às 00:30

Mas depois vêm as conversas sobre o estado de Portugal – o económico, não o meteorológico – e o Inverno regressa. Sobretudo quando temos de explicar como foi possível ao país cavar a situação financeira em que se encontra.

O filme é conhecido: uma década de crescimento perdido; o endividamento suicidário que a entrada no euro potenciou; a impossibilidade de desvalorizar a moeda e relançar a competitividade das nossas exportações pela porta do cavalo; e, claro, a sombra do FMI, uma sombra que os brasileiros conhecem bem porque com ela viveram desde o choque petrolífero da década de 70.

Quando terminamos o relatório, a reacção do interlocutor é quase sempre a mesma: um ar estupefacto e divertido; e a frase, fatal, ‘parece o Brasil do passado’. Só então nós percebemos como a Europa, para este novo mundo, é uma relíquia excêntrica e decadente que só inspira misericórdia. E, para quem vem do velho, um sentimento amargo de vergonha.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)