Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
9
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Francisco Moita Flores

Virar de página

Depois do alarido inicial na Comunicação Social, o caso de pedofilia dos Açores passou quase discretamente nos noticiários nacionais e, na passada semana, chegou ao seu final na 1.ª Instância com a leitura do Acórdão.

Francisco Moita Flores 30 de Abril de 2005 às 17:00
Dois arguidos foram absolvidos e os restantes condenados, e o ‘Farfalha’, o maior protagonista do caso, acabou sentenciado em 14 anos de prisão. Se pensarmos que o escândalo estoirou depois do conhecimento do caso Casa Pia, que tinha mais ou menos a mesma quantidade de arguidos, que também envolvia pessoas importantes da região, percebe-se pela celeridade com que foi resolvido que a Justiça tem várias velocidades. Ali, em poucos meses, produziu-se prova, o Colectivo apreciou-a e distribuiu fruta conforme a responsabilidade de cada um dos arguidos. Por cá, o novelo continua por desenrolar .
Catalina Pestana terminou o seu depoimento de ouvir dizer, por vezes contraditório, mas mesmo assim abrindo portas que podem eventualmente fazer luz sobre o que está em causa no Tribunal Militar, em Santa Clara. Agora vão ser ouvidas as vítimas. Tendo em conta as declarações produzidas pelos arguidos que desejaram falar, por certo vão surgir as primeiras contradições e a necessidade de as esclarecer de forma inequívoca. Ou a favor das testemunhas, ou a favor dos arguidos. Julgo, no entanto, que dada a prova apresentada, quase toda fundada num testemunho pessoal, vai ser preciso esperar pelo depoimento dos especialistas – psiquiatras, psicólogos – para se perceber com exactidão aquilo que de facto se passou.
Seja como for, o julgamento vai animar. E, embora a Comunicação Social não esteja presente para contar o que se está a passar, bem se sabe que em Portugal segredo não rima com justiça, pelo que não deixaremos de conhecer as cenas dos próximos capítulos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)