Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
4

Um esperto acima da lei?

Mário Ferreira acha que navega acima das leis. Mas não navegará.
Octávio Ribeiro(octavioribeiro@cmjornal.pt) 24 de Janeiro de 2021 às 00:31

Quando, há ano e meio, fez uma inauguração em Lisboa do seu barco quebra-gelo, o sr. Mário Ferreira pretendeu que os líderes editoriais do CM fossem ao beija-mão. Para tal mandou a sua agência de boa imagem convidar para tão imperdível momento.

Outros acorrentes, curiosamente, já não estão nos cargos que tentaram defender com esse momento de vassalagem.

O representante do CM compareceu com uma missão específica: questionar o anfitrião sobre os processos onde era suspeito de crimes graves contra o interesse público.

Confirmou então o sr. Mário Ferreira que era arguido. Mas por ter querido ser constituído como tal. O que não é estranho quando se visa defender o bom-nome e a inocência atacados por via processual. É, porém, muito estranho, um ano e meio depois, o CM ter verificado que o dito processo (em rigor são dois), sobre indícios de corrupção e fuga ao Fisco, está atolado no pântano onde a Justiça desta desditosa Nação encalhou.

Desde o dia em que o CM o questionou sobre tal processo, até ao início das notícias sobre os factos, mediou tempo suficiente para o sr. Mário Ferreira se tentar consolidar como patrão de media. E chamar para junto de si gente próxima do primeiro-ministro em funções. Assim, acha que navega acima das leis.

Mas não navegará. Aliciar uma jornalista em funções é mais uma ação grave a juntar ao rol.

Por mais dura que seja a luta, Portugal não será reinado por chicos-espertos que desprezam os seus concidadãos! Entendeu, sr. Mário Ferreira?

Felizmente, há muitas pessoas com valores. E sem preço.

Ver comentários