Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
8

Travar a irracionalidade

É imperativo evitar novo confinamento geral.
Carlos Rodrigues(carlosrodrigues@cmjornal.pt) 13 de Abril de 2021 às 00:31

A reunião que hoje volta a juntar cientistas e políticos no Infarmed surge numa altura em que as nuvens negras regressam ao horizonte.

A incidência de casos em Portugal está a aumentar, a transmissibilidade também, na Europa é ultrapassada a barreira do primeiro milhão de óbitos, a OMS diz que a pandemia está a agravar-se rapidamente no Mundo. Tudo indica que os sinais positivos das últimas semanas estão a abrandar.

Aqui chegados, é importante evitar que a irracionalidade entre em nova marcha desgovernada, como infelizmente tem acontecido várias vezes nos últimos meses. Tudo deve ser feito para evitar que o País volte a parar.

É um imperativo moral absoluto usarmos todas as armas que estiverem ao nosso alcance para controlar a progressão do vírus - na senda, aliás, de uma das últimas comunicações ao País do Presidente da República, ao exigir que seja evitado novo confinamento.

Testar-isolar-curar. São estas as três ações-chave para combater o crescimento da doença quando a sociedade reabre. Se é assim que atuam as empresas que melhor controlam o vírus, não haverá perdão caso as autoridades de saúde voltem a falhar.

Ver comentários