Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
1

Ministério da Verdade

Não é só o jornalismo que está em causa. É a liberdade.
Eduardo Dâmaso(eduardodamaso@sabado.cofina.pt) 3 de Junho de 2021 às 00:32
Em nome da verdade e dos direitos humanos, o defunto Pablo Iglésias quis criar o seu templo da manipulação das consciências quando ainda era ministro no governo de Pedro Sánchez.

Acossado por uma teia de pequenos e médios escândalos, que danificaram por completo a superioridade moral do Podemos, incomodado com as perguntas dos jornalistas, Iglésias tentou criar, através da lei, o que já tinha com a máquina de propaganda do seu partido: uma arma de assédio ao jornalismo livre e independente.

Tentou servir-se a si e ao seu amigo Sánchez com as armas próprias do poder de Estado. Correu mal. Mas deu para mostrar a perversidade do que é uma Carta de Direitos Humanos na Era Digital.

Trata-se de um Ministério da Verdade em que se aprisionam as consciências dos homens livres. Vamos entregar isso a um Governo? Vamos entregar isso a ministros que, quando estavam no governo de Sócrates mostraram um invulgar perfil inquisitorial? Não é só o jornalismo que está em causa.

É a liberdade propriamente dita, seja ela individual ou coletiva. 


Verdade Pablo Iglésias Pedro Sánchez Podemos Estado Digital Ministério da Verdade Governo Sócrates política
Ver comentários