Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
4

Agricultores perdem ministério

Um País que precisa de um desenvolvimento mais equilibrado entre Litoral e Interior, necessita do Ministério da Agricultura em todo o território.
Armando Esteves Pereira(armandoestevespereira@cmjornal.pt) 22 de Novembro de 2022 às 00:32
Armando Esteves Pereira
Armando Esteves Pereira

O Ministério da Agricultura tinha uma rede tão porosa no País que estava presente em praticamente todos os concelhos , acompanhando os agricultores de perto.

Nas últimas décadas esta malha foi perdendo densidade, mas as direções regionais de agricultura continuaram a ser um importante interlocutor dos produtores agrícolas.

Mas agora estas direções regionais vão ser extintas. O Conselho de Ministros aprovou uma lei, que passou tão discretamente na semana passada, mas que é um verdadeiro processo de regionalização encapotado.

As CCDR (Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional) vão absorver as competências das direções regionais de agricultura e de outros setores. Um País que precisa de um desenvolvimento mais equilibrado entre Litoral e Interior, necessita do Ministério da Agricultura em todo o território.

As principais confederações que representam os agricultores (CAP e Confagri) já se manifestaram contra esta medida, que torna o Ministério da Agricultura num pequeno gabinete em Lisboa e irrelevante no País. 

Ministério da Agricultura País economia negócios e finanças agricultura e pescas agricultura
Ver comentários
C-Studio