Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
8

Caça à multa

Novos radares de controlo da velocidade automobilística, a instalar durante o próximo ano, representam uma receita de 13 milhões.
Eduardo Dâmaso(eduardodamaso@sabado.cofina.pt) 14 de Outubro de 2021 às 00:32
Os novos radares de controlo da velocidade automobilística, a instalar durante o próximo ano, representam uma receita de 13 milhões, já inscrita no Orçamento do Estado para o ano que vem. Quanto aos valores que habitualmente estão na origem destas decisões, nada a dizer.

Quem não concorda com um maior controlo da velocidade, maior responsabilidade e bom senso dos automobilistas, mesmo que seja pela via repressiva?! E quem não concorda com o objetivo de baixar a sinistralidade rodoviária? O problema não está aí.

O problema está na duplicidade política de um Governo que finge não aumentar impostos mas esmaga, como quer e lhe apetece, o bolso das famílias por via contraordenacional e de tudo quanto são as conhecidas taxas e taxinhas. O problema também está na balbúrdia aquisitiva dos radares.

Eles vão chegar à molhada para polícias municipais, PSP e GNR, sem qualquer critério e, provavelmente, sem grande transparência na compra.

E em concurso com o aumento dos limites de velocidade em zonas onde já são baixos, por exemplo de 40 km/h para 30, prometem ingredientes explosivos para uma brutal caça à multa por todos os meios. Basta um polícia zeloso…



economia negócios e finanças política tecnologias de informação segurança orçamento do estado e impostos
Ver comentários