Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
6

Um golpe secreto

Apenas o CDS e o PAN votaram contra este vergonhoso pacto de regime que engorda os cofres partidários.
Editorial CM 28 de Dezembro de 2017 às 00:31
Os partidos tentaram no Parlamento, aproveitando a época natalícia, um golpe secreto contra a democracia, com uma lei que aumenta a opacidade do financiamento político.

A legislação representa um duplo financiamento público com a isenção do IVA, que garante alguns milhões dos contribuintes aos maiores partidos.

Apenas o CDS e o PAN votaram contra este vergonhoso pacto de regime que engorda os cofres partidários e alimenta uma máquina obscura, abrindo ainda caminho para esquemas de enriquecimento ilícito.

Num País em que o pão e o leite, mesmo para os mais pobres, têm IVA de 6%, os reformados com pensões mínimas pagam 23% de IVA na conta da luz, e por isso se arriscam a morrer de frio ou intoxicados com o monóxido de carbono das braseiras, isentar os partidos deste imposto é, no mínimo, imoral.
Parlamento IVA CDS País PAN política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)