Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Olhar CM

Juíza ou ministra?

Florbela Lança opta pelo pensamento berlusconiano.

Olhar CM 13 de Dezembro de 2015 às 00:30
Já na fundamentação da decisão a favor da mordaça socratista, a senhora juíza avançara argumentos inquietantes: a dado passo, reconhece ser constante a posição do Tribunal Europeu dos Direitos do Homem que dá prevalência à liberdade de imprensa e ao dever de informar sobre o direito ao bom nome dos políticos; mas contrapõe, aderindo a uma recomendação do Comité de Ministros do Conselho da Europa.

Ora, este é um órgão político, onde indicam representantes figuras como Berlusconi, ou o próprio Sócrates. Portanto, entre a jurisprudência emanada do topo do sistema a que pertence e um fogacho opinativo de um órgão sem poder legislativo, a senhora juíza, Florbela Lança, opta pelo pensamento berlusconiano.

Agora, na nova peça processual, a dado passo, aponta para um novo abismo da democracia, onde os donos dos projetos jornalísticos poderiam fazer censura prévia, não distribuindo a publicação que contivesse notícias adversas.

Se José Sócrates, por absurdo, voltasse ao poder, já aqui tem uma forte candidata a ministra para estrangular a comunicação social.

Clique para aceder ao texto que deu origem a esta opinião: Juíza atrasa recurso do CM
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)