Correio da Manhã

Rui Rio exige acusação no caso de Tancos
Foto Lusa
Foto Lusa
Rui Rio
Foto Lusa
Foto Lusa
Por Salomé Pinto | 08:39
  • Partilhe
Líder do PSD diz que Governo é incapaz de dar respostas e pede atuação rápida da Justiça.

O presidente do PSD, Rui Rio, exigiu este domingo que o Ministério Público (MP) "faça rapidamente a acusação correta" no caso do roubo do armamento militar de Tancos.

Rio aproveitou o seu discurso de encerramento da Universidade de Verão do PSD, em Castelo de Vide, para tocar num tema sensível para o Governo, "já que mostrou ser incapaz de dar mais respostas sobre o caso".

"Afinal, em Portugal consegue-se roubar material militar da mesma forma que se consegue entrar num jardim para roubar umas galinhas", criticou, lembrando as incoerências na investigação e as divergências entre a Polícia Judiciária Militar e a Polícia Judiciária.

"O País tem de exigir" as respostas do ponto de vista judicial, criticando a morosidade do Ministério Público. "Há coisas muito mais complicadas de investigar do que isto e já vai para lá do tempo. Não há meio de vir a público a acusação correta".

O ministro da Defesa, Azeredo Lopes, já condenou, na sua página do Facebook, a "chacota" de Rui Rio e o "vale tudo" na forma de fazer oposição.

PUBLICIDADE
As críticas do líder do PSD surgem numa altura em que se discute a recondução da líder máxima do Ministério Público, a procuradora-Geral da República, Joana Marques Vidal.

O tema já suscitou divergências internas no PSD, com Rio a criticar militantes e deputados sociais-democratas que defendem a renovação do mandato da atual procuradora.

Siga o CM no Facebook.

  • Partilhe
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE