Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

11 de Setembro: Passos Coelho escreve a Obama (COM FOTOS)

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, escreveu uma carta ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, associando-se às cerimónias de homenagem às vítimas do 11 de Setembro e afirmando o empenho de Portugal no combate ao terrorismo.
10 de Setembro de 2011 às 11:13
Apesar de o aparecimento de sobreviventes nos escombros dos edifícios ser raro, muitos colocaram fotografias dos desaparecidos numa tentativa desesperada de os reencontrar
George W. Bush estava muito longe, numa escola infantil em Sarasota (Florida), quando o chefe de gabinete Andrew Card lhe explicou o que tinha acontecido
Bombeiros e polícias de Nova Iorque sofreram centenas de baixas nessa manhã, visto que muitos entraram nos edifícios para tentar controlar os incêndios e descobrir sobreviventes
Nova-iorquinos observaram em pânico o que estava a acontecer na cidade
Queda dos edifícios provocou uma chuva de detritos altamente tóxicos que cobriram da cabeça aos pés quem estava naquela parte da ilha de Manhattan. Anos mais tarde os efeitos continuam a sentir-se
Casal Obama e Bush unidos na homenagem às vítimas do 11 de Setembro
Polícia e bombeiros de Nova Iorque também estiveram presentes na cerimónia
Obama e Michelle surgiram vestidos de negro
Milhões de pessoas de todo o Munod assistiram em directo, através da televisão, ao momento em que o Boeing 767, que levava 65 pessoas a bordo, explodiu no interior do arranha-céus
Em Times Square, no coração de Manhattan, uma multidão seguiu aterrorizada o que estava a acontecer a poucas dezenas de quarteirões
Apesar de ter sido atingida mais tarde, a Torre Norte sofreu danos estruturais mais graves e acabaria por ser a primeira a colapsar
Momento da queda das Torres Gémeas gelou o sangue daqueles que estavam do outro lado do rio
Unidos e de lágrimas nos olhos, muitos anónimos recordaram as vítimas do 11 de Setembro de 2001
Linha de horizonte de Manhattan alterou-se de forma radical e a cidade ficou dominada pela ausência dos maiores edifícios do Mundo
Ataque aos EUA criou uma onda de patriotismo que culminou num forte apoio inicial às intervenções militares no Afeganistão e no Iraque
A Torre Sul desmoronou como um castelo de cartas às 09h59. Às 10h28 sucedeu o mesmo à Torre Norte
Na manhã de 11 de Setembro de 2001 era esta a terrível vista de Manhattan. Atrás da ponte de Brooklyn, as Torres Gémeas do World Trade Center estavam já em chamas após serem atingidas por aviões. Mas o pior ainda estava por acontecer
Centenas de pessoas ficaram encurraladas nos andares mais altos das duas torres. Muitos preferiram atirar-se de uma altura de centenas de metros em vez de morrerem queimados
Bin Laden, líder da organização terrorista al-Qaeda e arquitecto dos atentados, transformou-se no inimigo n.º1 dos EUA. Mas só foi encontrado e executado em 2011
Muitos escolheram o dia 11 de Setembro para visitarem, emocionados, memorial
Enquanto as Torres Gémeas ardiam, o voo 77 da American Airlines chocava contra o edifício do Pentágono, perto de Washington
George Pataki e Anthula Kasimatida juntos ao memorial às vítimas do 11 de Setembro
Uma das vítimas mortais no World Trade Center foi o capelão dos bombeiros Mychal Judge, esmagado por destroços quando estava junto a um homem moribundo
Eram 10h03 quando o voo 93 caiu perto de Shanksville, na Pensilvânia, antes de conseguir embater no Capitólio. Os reféns tomaram conhecimento do que se estava a passar ao telefonarem para as famílias e tentaram retomar o controlo do avião
A Torre Norte do World Trade Center foi atingida pelo voo 11 da American Airlines às 08h46. Minutos depois, às 09h03, o voo 175 da United Airlines embateu na Torre Sul
Apesar de o aparecimento de sobreviventes nos escombros dos edifícios ser raro, muitos colocaram fotografias dos desaparecidos numa tentativa desesperada de os reencontrar
George W. Bush estava muito longe, numa escola infantil em Sarasota (Florida), quando o chefe de gabinete Andrew Card lhe explicou o que tinha acontecido
Bombeiros e polícias de Nova Iorque sofreram centenas de baixas nessa manhã, visto que muitos entraram nos edifícios para tentar controlar os incêndios e descobrir sobreviventes
Nova-iorquinos observaram em pânico o que estava a acontecer na cidade
Queda dos edifícios provocou uma chuva de detritos altamente tóxicos que cobriram da cabeça aos pés quem estava naquela parte da ilha de Manhattan. Anos mais tarde os efeitos continuam a sentir-se
Casal Obama e Bush unidos na homenagem às vítimas do 11 de Setembro
Polícia e bombeiros de Nova Iorque também estiveram presentes na cerimónia
Obama e Michelle surgiram vestidos de negro
Milhões de pessoas de todo o Munod assistiram em directo, através da televisão, ao momento em que o Boeing 767, que levava 65 pessoas a bordo, explodiu no interior do arranha-céus
Em Times Square, no coração de Manhattan, uma multidão seguiu aterrorizada o que estava a acontecer a poucas dezenas de quarteirões
Apesar de ter sido atingida mais tarde, a Torre Norte sofreu danos estruturais mais graves e acabaria por ser a primeira a colapsar
Momento da queda das Torres Gémeas gelou o sangue daqueles que estavam do outro lado do rio
Unidos e de lágrimas nos olhos, muitos anónimos recordaram as vítimas do 11 de Setembro de 2001
Linha de horizonte de Manhattan alterou-se de forma radical e a cidade ficou dominada pela ausência dos maiores edifícios do Mundo
Ataque aos EUA criou uma onda de patriotismo que culminou num forte apoio inicial às intervenções militares no Afeganistão e no Iraque
A Torre Sul desmoronou como um castelo de cartas às 09h59. Às 10h28 sucedeu o mesmo à Torre Norte
Na manhã de 11 de Setembro de 2001 era esta a terrível vista de Manhattan. Atrás da ponte de Brooklyn, as Torres Gémeas do World Trade Center estavam já em chamas após serem atingidas por aviões. Mas o pior ainda estava por acontecer
Centenas de pessoas ficaram encurraladas nos andares mais altos das duas torres. Muitos preferiram atirar-se de uma altura de centenas de metros em vez de morrerem queimados
Bin Laden, líder da organização terrorista al-Qaeda e arquitecto dos atentados, transformou-se no inimigo n.º1 dos EUA. Mas só foi encontrado e executado em 2011
Muitos escolheram o dia 11 de Setembro para visitarem, emocionados, memorial
Enquanto as Torres Gémeas ardiam, o voo 77 da American Airlines chocava contra o edifício do Pentágono, perto de Washington
George Pataki e Anthula Kasimatida juntos ao memorial às vítimas do 11 de Setembro
Uma das vítimas mortais no World Trade Center foi o capelão dos bombeiros Mychal Judge, esmagado por destroços quando estava junto a um homem moribundo
Eram 10h03 quando o voo 93 caiu perto de Shanksville, na Pensilvânia, antes de conseguir embater no Capitólio. Os reféns tomaram conhecimento do que se estava a passar ao telefonarem para as famílias e tentaram retomar o controlo do avião
A Torre Norte do World Trade Center foi atingida pelo voo 11 da American Airlines às 08h46. Minutos depois, às 09h03, o voo 175 da United Airlines embateu na Torre Sul
Apesar de o aparecimento de sobreviventes nos escombros dos edifícios ser raro, muitos colocaram fotografias dos desaparecidos numa tentativa desesperada de os reencontrar
George W. Bush estava muito longe, numa escola infantil em Sarasota (Florida), quando o chefe de gabinete Andrew Card lhe explicou o que tinha acontecido
Bombeiros e polícias de Nova Iorque sofreram centenas de baixas nessa manhã, visto que muitos entraram nos edifícios para tentar controlar os incêndios e descobrir sobreviventes
Nova-iorquinos observaram em pânico o que estava a acontecer na cidade
Queda dos edifícios provocou uma chuva de detritos altamente tóxicos que cobriram da cabeça aos pés quem estava naquela parte da ilha de Manhattan. Anos mais tarde os efeitos continuam a sentir-se
Casal Obama e Bush unidos na homenagem às vítimas do 11 de Setembro
Polícia e bombeiros de Nova Iorque também estiveram presentes na cerimónia
Obama e Michelle surgiram vestidos de negro
Milhões de pessoas de todo o Munod assistiram em directo, através da televisão, ao momento em que o Boeing 767, que levava 65 pessoas a bordo, explodiu no interior do arranha-céus
Em Times Square, no coração de Manhattan, uma multidão seguiu aterrorizada o que estava a acontecer a poucas dezenas de quarteirões
Apesar de ter sido atingida mais tarde, a Torre Norte sofreu danos estruturais mais graves e acabaria por ser a primeira a colapsar
Momento da queda das Torres Gémeas gelou o sangue daqueles que estavam do outro lado do rio
Unidos e de lágrimas nos olhos, muitos anónimos recordaram as vítimas do 11 de Setembro de 2001
Linha de horizonte de Manhattan alterou-se de forma radical e a cidade ficou dominada pela ausência dos maiores edifícios do Mundo
Ataque aos EUA criou uma onda de patriotismo que culminou num forte apoio inicial às intervenções militares no Afeganistão e no Iraque
A Torre Sul desmoronou como um castelo de cartas às 09h59. Às 10h28 sucedeu o mesmo à Torre Norte
Na manhã de 11 de Setembro de 2001 era esta a terrível vista de Manhattan. Atrás da ponte de Brooklyn, as Torres Gémeas do World Trade Center estavam já em chamas após serem atingidas por aviões. Mas o pior ainda estava por acontecer
Centenas de pessoas ficaram encurraladas nos andares mais altos das duas torres. Muitos preferiram atirar-se de uma altura de centenas de metros em vez de morrerem queimados
Bin Laden, líder da organização terrorista al-Qaeda e arquitecto dos atentados, transformou-se no inimigo n.º1 dos EUA. Mas só foi encontrado e executado em 2011
Muitos escolheram o dia 11 de Setembro para visitarem, emocionados, memorial
Enquanto as Torres Gémeas ardiam, o voo 77 da American Airlines chocava contra o edifício do Pentágono, perto de Washington
George Pataki e Anthula Kasimatida juntos ao memorial às vítimas do 11 de Setembro
Uma das vítimas mortais no World Trade Center foi o capelão dos bombeiros Mychal Judge, esmagado por destroços quando estava junto a um homem moribundo
Eram 10h03 quando o voo 93 caiu perto de Shanksville, na Pensilvânia, antes de conseguir embater no Capitólio. Os reféns tomaram conhecimento do que se estava a passar ao telefonarem para as famílias e tentaram retomar o controlo do avião
A Torre Norte do World Trade Center foi atingida pelo voo 11 da American Airlines às 08h46. Minutos depois, às 09h03, o voo 175 da United Airlines embateu na Torre Sul

Na carta dirigida a Obama, a que a agência Lusa teve acesso, Passos Coelho renova, em nome do Governo e do povo português, os votos de pesar e as condolências dirigidos aos que perderam familiares e amigos nos ataques terroristas de 2001 em Nova Iorque e Washington.  

"Passaram-se dez anos, mas as imagens terríveis desse dia continuam vivas e permanecerão certamente para sempre na nossa memória. Hoje, os nossos pensamentos vão, em primeiro lugar, para aqueles que perderam a vida nesse massacre e para as suas famílias", escreve o primeiro-ministro.  

Passos Coelho considera que o "crime hediondo" cometido a 11 de Setembro  de 2001 em território norte-americano "não atingiu apenas os Estados Unidos", mas foi dirigido contra todas as nações que "partilham os valores da democracia, liberdade, Estado de direito e tolerância".  

"Portugal, como um aliado próximo dos Estados Unidos, empenhou-se desde o início na união de esforços para proteger aquilo em que em que acreditamos", acrescenta.  

Segundo o primeiro-ministro, a recordação do 11 de Setembro constitui um alerta para a necessidade do combate ao terrorismo em todo o globo.  

"Continuaremos de forma activa a prosseguir a prevenção e o controlo de todas as formas e manifestações do terrorismo. Pode contar com o firme compromisso de Portugal em contribuir para a luta contínua colectiva contra o terrorismo", afirma.  

Nesta carta dirigida ao presidente dos Estados Unidos, Passos Coelho faz questão de "prestar homenagem ao povo americano pela perseverança e coragem com que enfrenta as adversidades e supera as ameaças os desafios". 

As cerimónias de homenagem às vítimas do 11 de Setembro vão juntar no domingo, em Nova Iorque, o actual presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o seu antecessor, George W. Bush, que estava em funções quando ocorreram os ataques terroristas de 2001.  

11 de setembro torres gémeas eua nova iorque governo passos coelho barack obama
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)