Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

"2021 tem de ser um ano de exigência": Catarina Martins salienta resistência e união na mensagem de Fim de Ano ao País

Coordenadora bloquista salientou que se este foi um ano de luta e 2021 é de esperança.
Correio da Manhã 28 de Dezembro de 2020 às 07:12
Catarina Martins
Catarina Martins FOTO: CMTV
A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, manifestou esta segunda-feira uma mensagem de união para um 2021 qe se avizinha.

A líder bloquista salientou que se este foi um ano de luta e 2021 é de esperança, deve-se à "força e resistência" de profissionais de vários setores, nomeadamente os precários, profissionais de saúde e trabalhadores essenciais que garantiram que nada faltava. 

Leia a mensagem na íntegra:

"2020 foi um ano de resistência a um vírus que nos apanhou de surpresa. Trabalhadores essenciais da linha da frente asseguraram que não faltava nada ao país. Precários enfrentaram como puderam a chantagem do desemprego. Os profissionais de saúde protegeram o Serviço Nacional de Saúde que nos salva. Se 2021 pode ser um ano de esperança de vencer o vírus e a crise, é graças a esta força, a esta resistência.

Mas para 2021 ser o ano do fim da crise e da recuperação tem de ser um ano de exigência. Uma crise como nunca vivemos precisa da coragem de fazer o que nunca foi feito. Resgatar os precários e reconstruir emprego e salários dignos, acesso à habitação, proteger o Serviço Nacional de Saúde e a escola, lutar com quem luta por direitos iguais e contra as alterações climáticas. É esta força, esta força solidária deste povo que pode recuperar o país. Sabem que contam com o Bloco de Esquerda. Seguimos lado a lado."
Catarina Martins Serviço Nacional de Saúde Fim de Ano ao País questões sociais política
Ver comentários