Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

583 milhões para processos

A Câmara de Lisboa tem provisionados 583 milhões de euros para fazer face a processos judiciais em curso, disse ontem o presidente da autarquia. António Costa revelou entretanto que quer antecipar o pagamento de parte da dívida de médio e longo prazo já no próximo ano.
24 de Novembro de 2010 às 00:30
António Costa diz que tem de fazer face a processos com mais de 10 anos
António Costa diz que tem de fazer face a processos com mais de 10 anos FOTO: João Migue Rodrigues

Os 583 milhões de euros inscritos nas contas da Câmara de Lisboa não constituem um passivo autárquico mas "riscos de encargos com processos judiciais, alguns dos quais pendentes há mais de dez anos", sublinhou ontem o autarca, desmentindo notícias que davam conta de um agravamento do passivo municipal da ordem dos 275 milhões de euros.

Segundo António Costa, o passivo da autarquia sem as provisões fixa-se nos 1400 milhões de euros, cerca de metade dos quais de médio e longo prazo.

O presidente da autarquia explicou também que vai amortizar 318 milhões de euros de forma a reduzir a despesa financeira, numa operação que irá permitir aumentar o investimento em 50 milhões de euros, garantiu. A CML prepara-se ainda para cortar cerca de cinco milhões de euro em subsídios (excepto a instituições culturais) e arrecadar 100 milhões de euros com a venda da rede de saneamento.

CÂMARA LISBOA ANTÓNIO COSTA PROCESSOS JUDICIAIS
Ver comentários