Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Aborto: Sócrates "chocado" com declarações de Passos Coelho

O líder do PS, José Sócrates, manifestou-se esta quinta-feira "chocado" com as declarações de Pedro Passos Coelho a propósito da interrupção voluntária da gravidez, considerando que o líder social-democrata "adapta as convicções às conveniências".

26 de Maio de 2011 às 14:33
Sócrates salientou que já foram feitos "dois referendos" sobre a despenalização do aborto
Sócrates salientou que já foram feitos 'dois referendos' sobre a despenalização do aborto FOTO: Eduardo Costa/ Lusa

"Fico chocado com essa declaração do doutor Passos Coelho e acho que  isso não é admissível", disse, no final de uma acção de rua no centro da Amadora.

Em declarações à Rádio Renascença, o líder do PSD, Pedro Passos Coelho, defendeu que a última lei do aborto aprovada pelo Parlamento - que despenaliza a Interrupção Voluntária da Gravidez até às dez semanas - pode "ter ido um pouco longe demais" e tem de ser reavaliada, não excluindo a possibilidade  de realização de um novo referendo sobre a matéria.

"Conheci essa declaração há pouco e devo dizer-vos que estou chocado  com isso. O líder do PSD mostrou hoje que afinal de contas adapta as suas convicções às suas conveniências e que muda de opinião segundo os auditórios. Isso já tínhamos percebido (...) então agora é que o doutor Passos Coelho entende dizer ao País que não está de acordo com a lei? Agora é que pretende fazer um recuo naquilo que foi uma expressão genuína da vontade dos portugueses?", disse.

E acrescentou: "Se o doutor Passos Coelho pretendia mudar a lei do  aborto deveria tê-lo posto no seu programa, devia tê-lo assumido há muito tempo".

Para Sócrates, a despenalização da interrupção voluntária da gravidez "foi uma mudança que pôs o País à altura dos tempos".

O secretário-geral socialista comentou ainda que o País "não precisa  desse tipo de lideranças", que considerou "pouco preparadas e sempre disponíveis para mudar em função do auditório e de quem os ouve.

"Não se muda de convicção consoante as conveniências", declarou.

José Sócrates salientou ainda que já foram feitos "dois referendos" sobre a despenalização do aborto, a últimas das quais "foi muito concludente".

"O doutor Passos Coelho é que anda sempre a mudar de programa. Então  porque é que não escreveu isso no seu programa?", acrescentou.

sócrates passos coelho ps psd aborto gravidez
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)