Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
7

ACIMA DE TUDO ISTO, É PAI

"Compreendemos a atitude de um pai". É desta forma que Capoulas Santos, coordenador de campanha de José Sócrates, classifica as críticas de Mário Soares ao aparelho partidário.
9 de Agosto de 2004 às 00:00
O antigo presidente da República refere numa entrevista a revista 'Homem Magazine' que João Soares (seu filho) "é um bom candidato", mas "poderá não ganhar" a liderança do PS. Uma das razões invocadas por Mário Soares são os "jogos de aparelho". "Dá a impressão que há jogos dentro do aparelho partidário que parecem já feitos", prossegue o militante número um do PS, dias depois do ex-autarca de Lisboa ter levantado a questão.
Capoulas Santos prefere enaltecer a "figura emblemática" de Mário Soares. No entanto, sublinha: "acima de tudo isto é pai". O responsável de campanha está convencido da vitória de Sócrates, facto a que não é alheia a afirmação de Mário Soares. Capoulas Santos não tem dúvidas sobre a "derrota humilhante" que João Soares terá. E contesta as críticas de Soares (pai), uma vez que a esmagadora maioria dos autarcas e das federações está ao lado de Sócrates. Um dado que, em seu entender, nada tem a ver com "jogos de aparelho".
Do lado de Manuel Alegre, Maria de Belém Roseira prefere não comentar as declarações de Soares, garantindo que a candidatura de Alegre não levanta esse tipo de problemas "em público".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)