Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
6

Acordo PS/PSD para a eleição das Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional “é grave e errado”

Catarina Martins diz que entendimentos entre Costa e Rio “limitam a democracia”.
Diana Ramos 12 de Julho de 2020 às 10:06
Catarina Martins , coordenadora do Bloco de Esquerda, reuniu este sábado o partido na Mesa Nacional
Catarina Martins , coordenadora do Bloco de Esquerda, reuniu este sábado o partido na Mesa Nacional FOTO: Lusa
A coordenadora do BE defende que o entendimento entre PS e PSD para a eleição das Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) , a um ano das autárquicas, levanta riscos. Para Catarina Martins, o recuo do PSD é um sinal de preocupação, até porque a proposta do Governo que será aprovada com os votos do PSD de Rui Rio colocará autarcas em fim de mandato a escolher quem fará a gestão dos fundos da UE para a recuperação do País.

“É um modelo estranho” aquele que é proposto pelo PS, frisou este sábado a líder bloquista no final da mesa nacional do BE, uma vez que, um ano antes das eleições autárquicas, “os autarcas em fim de mandato vão escolher quem fica nas CCDR a decidir os investimentos estruturais”. “O modelo é errado e é grave.”

Catarina Martins criticou também a proposta do PSD que reduz o número de debates quinzenais com o primeiro-ministro no Parlamento, e que PS já disse acompanhar. “Estes acordos entre o PS e o PSD estão a acontecer, limitam a democracia e, do nosso ponto de vista, são graves”, sublinhou a coordenadora do BE. Catarina Martins lembrou que no Reino Unido o primeiro-ministro vai semanalmente ao Parlamento.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)