Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

Aguiar suspende carros de Portas

O ministro da Defesa, José Pedro Aguiar-Branco, prepara-se para suspender o fornecimento dos carros de combate Pandur ao Exército. O contrato de aquisição dessas viaturas blindadas foi assinado em 2005, quando Paulo Portas, actual ministro dos Negócios Estrangeiros, era responsável pela pasta da Defesa.
10 de Setembro de 2011 às 00:30
As viaturas de combate, que são montadas numa fábrica no Barreiro, estão em risco
As viaturas de combate, que são montadas numa fábrica no Barreiro, estão em risco FOTO: Manuel Moreira

Ao que o CM apurou, a suspensão do programa dos Pandur irá avançar na revisão da Lei de Programação Militar (LPM), que está em curso. Aguiar-Branco pondera suspender também a entrega dos helicópteros NH 90 ao Exército, prevista para ser iniciada em 2012.

Confrontada pelo CM, o Ministério da Defesa limitou-se a dizer que "não comenta, para já, projectos específicos integrados no âmbito da revisão da LPM".

Em Dezembro de 2004, quando anunciou que a austríaca Steyr era a vencedora do concurso internacional, Paulo Portas realçou que uma parte dos Pandur seriam fabricados nas instalações da Bombardier, fábrica que fechou na Amadora, e com alguns dos seus ex-trabalhadores.

Três ex-empregados da Bombardier constituíram a GOM, que seria adquirida pela Fabrequipa. E é esta empresa do Barreiro que é responsável pela montagem dos Pandur em Portugal.

PANDUR EXÉRCITO VIATURAS AGUIAR BRANCO GOVERNO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)