Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

Alegre e infância: "Nunca esqueci os que estavam descalços"

O candidato presidencial Manuel Alegre afirmou esta quinta-feira que o seu combate político nasceu com a indignação por ver crianças descalças na escola, num discurso em que condenou um País submisso à ditadura dos mercados.
13 de Janeiro de 2011 às 14:45
Manuel Alegre recordou os tempos de quando entrou para a escola e era das poucas crianças com sapatos
Manuel Alegre recordou os tempos de quando entrou para a escola e era das poucas crianças com sapatos FOTO: Lusa/Eduardo Costa

A posição de Manuel Alegre foi assumida num almoço com apoiantes em Portalegre, no qual também discursou o empresário e comendador Rui Nabeiro, que lembrou, de forma emocionada, o quadro de pobreza em Portugal na década de 30.

O candidato apoiado pelo Partido Socialista e pelo Bloco de Esquerda recordou que, na década de 40, quando entrou para a escola, era dos poucos miúdos com sapatos.  

"Nunca esqueci os que estavam descalços e é também por isso que estou neste combate", declarou.

Na sua intervenção, em Portalegre, Alegre citou José Régio, afirmando não querer que "Portugal vá por aí, sujeito à ditadura dos mercados financeiros e sem direitos sociais".

"Quero Portugal de pé e não de joelhos", contrapôs.

alegre presidenciais pobreza crianças
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)