Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
7

Amado confiante em "bom senso" para negociação

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado, manifestou este sábado confiança no "bom senso de todos os actores partidários" para estabelecerem uma "plataforma" para as negociações sobre assistência financeira, apesar da "situação absurda" de terem de dialogar em "campanha eleitoral".
9 de Abril de 2011 às 16:36
Luís Amado espera que haja entendimento entre partidos
Luís Amado espera que haja entendimento entre partidos FOTO: José Sena Goulão/Lusa

"Não tenho dúvida nenhuma de que haverá bom senso de todos os actores partidários para se entenderem relativamente ao método que é necessário garantir nesta fase", afirmou Luís Amado, no XVII Congresso Nacional do PS que decorre até domingo em Matosinhos.  

"Seria ainda mais irresponsável se todos não tentássemos trabalhar para arranjar uma plataforma para negociar e dialogar, independentemente de estarmos na situação absurda de termos de dialogar quando há uma campanha eleitoral em curso, quando os partidos, necessariamente, têm que afirmar as suas diferenças", defendeu Luís Amado.  

Luís Amado manifestou confiança que "nos próximos dias seguramente haverá bom senso e esforço de negociação". "Os portugueses querem que os partidos se entendam relativamente às soluções para que o país não passe por uma vergonha ainda maior do que aquela que tem neste momento, que saibam dialogar e saibam negociar", disse.  

Luís Amado sublinhou que PS, PSD e CDS-PP "sempre tiveram uma plataforma comum de gestão das relações com a União Europeia, com o projecto europeu, com pequenas diferenças".

luís amado ministério negócios estrangeiros ps congresso matosinhos crise partidos políticos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)