Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
5

André Ventura avisa Rui Rio que "ou acorda" ou haverá "mexicanização" do regime

Líder do Chega advertiu direita a perceber que está no "mau caminho".
Lusa 26 de Janeiro de 2021 às 18:48
André Ventura
André Ventura FOTO: José Sena Goulão / Lusa
O líder do Chega, André Ventura, advertiu esta terça-feira que se o presidente do PSD não acordar vai haver uma "mexicanização" do regime, exortando a direita a perceber que está no "mau caminho".

"Ou o doutor Rui Rio acorda ou nós um dia acordamos com uma espécie de 'mexicanização' do regime, em que o PS manda em tudo e não somos capazes de fazer nada. E é isso que me preocupa neste momento", frisou André Ventura, depois da reunião com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, sobre a renovação do estado de emergência, que decorreu por videoconferência.

Falando aos jornalistas nos Passos Perdidos, no parlamento, o deputado único do Chega acrescentou que "a direita" tem de "conseguir perceber" que está no "mau caminho", ao invés de "dar a mão ao Governo, com um suposto sentimento patriótico" e que está a "destruir tudo dia após dia".

No domingo, reagindo aos resultados das eleições presidenciais, André Ventura, terceiro classificado na corrida com 11,9%, correspondendo a 496.661 votos, avisou o maior partido da oposição de que formar um Governo de direita só é possível com a presença do Chega.

"Não há segundas vias depois desta noite. Hoje [domingo] ficou claro em Portugal e para a Europa e para o Mundo que não haverá Governo em Portugal sem que o Chega seja parte fundamental. Não há volta a dar. PSD, ouve bem, não haverá governo em Portugal sem o Chega!", gritou o deputado único do partido de extrema-direita.

André Ventura Rui Rio Chega PS Governo Portugal PSD política partidos e movimentos
Ver comentários