Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

António Borges: “Eu não falo em nome de Passos”

António Borges afirma ao CM que as críticas que fez "aos comentários de alguns empresários, nomeadamente dirigentes de organizações patronais, sobre a Taxa Social Única", chamando-lhes "ignorantes", são "apenas e só uma opinião pessoal". E Borges acrescenta: "No que diz respeito à TSU não falei em nome do primeiro-ministro, nem como consultor do Governo".

1 de Outubro de 2012 às 01:00
Governo e oposição criticam duramente as declarações de António Borges
Governo e oposição criticam duramente as declarações de António Borges FOTO: Nuno Veiga/Lusa

A incomodidade com as declarações de Borges no I Fórum Empresarial do Algarve, neste sábado, é generalizada no Governo e nos partidos da coligação no poder. Fonte do gabinete de Passos Coelho diz ao CM que o economista "é consultor da Parpública para as privatizações e não é ministro nem representa a opinião do Governo em matérias como a TSU".

Fonte próxima do ministro dos Negócios Estrangeiros e líder do CDS, Paulo Portas, defende que "não faz qualquer sentido um governo conservador estar contra os empresários". Lembra ainda que a audiência do I Fórum Empresarial do Algarve era constituída "sobretudo por empresários exportadores, e as exportações são um trunfo tão vital para Portugal".

Ao CM, António Borges diz que não responde ao que chama de "insultos", mas mantém que "existiu ligeireza de análise no modo como alguns empresários atacaram a redução da TSU, medida que consta do memorando desde o início, quando foi assinado por José Sócrates".

TSU ANTÓNIO BORGES EMPRESÁRIOS PASSOS COELHO INSULTO GOVERNO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)