Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
5

António Costa faz arruada em Lisboa na reta final da campanha para as eleições

Líder socialista começou o dia em Mangualde a defender um acordo de concertação para subir salários no País.
Tiago Virgílio Pereira e Wilson Ledo 4 de Outubro de 2019 às 01:30
A carregar o vídeo ...
Líder socialista começou o dia em Mangualde a defender um acordo de concertação para subir salários no País.
O líder do PS entrou na reta final da campanha com as questões salariais na agenda. Em Lisboa, teve o apoio inesperado da antiga primeira-dama Manuela Eanes.

De manhã, António Costa visitou duas fábricas têxteis em Mangualde e, já a espreitar o futuro, defendeu um acordo na concertação social que fixe metas para a evolução do salário mínimo, sem querer avançar com um número para "não comprometer as negociações".

"Gosto de cá trabalhar. Estou cá há sete anos mas só ganho o ordenado mínimo", comentou uma das 400 funcionárias que todos os dias ajudam a produzir dois mil fatos. Costa recusou comentar a sondagem do CM que lhe dá a vitória sem maioria, dependente de PCP ou do Bloco.

Já em Lisboa, foi a meio do caminho entre São Sebastião e o Arco do Cego que António Costa, que fazia uma arruada, foi surpreendido por Manuela Eanes. A antiga primeira-dama fez questão de marcar presença na iniciativa para apoiar o secretário-geral do PS. Mas acabaria a trazer um tema incómodo para o partido: o caso de Tancos. "Na campanha, deploravelmente, o tema tem sido só Tancos." Para Manuela Eanes, só Costa tem tido uma campanha "esclarecedora". O socialista agradeceu o apoio mas sobre Tancos não soltou mais nenhuma palavra.

Durante cerca de uma hora, o socialista distribuiu rosas na arruada. Muitas mensagens de apoio e cumprimentos mas, sobretudo, muito espanto por Costa primeiro-ministro andar na rua. Por isso, não escapou a selfies, sobretudo com os jovens. Acompanhado pela esposa, o líder do PS teve também a seu lado nomes fortes do partido como Fernando Medina, Edite Estrela e Jorge Lacão.

Votos de portugueses no Reino Unido devolvidos
Os correios britânicos estão a devolver os envelopes com os votos por correspondência dos portugueses que vivem no Reino Unido. A emigrante Paula Almeida revelou ao CM que os funcionários "não identificam a referência ao porte pago, que está em língua francesa e portuguesa, e não em inglês". Enviou o voto por carta registada.

Acidente com caravana do PS junto a obras do IP3
Uma carrinha da caravana do PS envolveu-se ontem num acidente no IP3, na zona de Penacova, no sentido Viseu-Coimbra. A viatura de campanha ia a ultrapassar pela direita, para não perder tempo na fila causada pelas obras, quando embateu na lateral de um carro. O acidente causou apenas danos materiais.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)