Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

Mota-Engil ganha privatização da EGF

Fica com 95% do capital social. (Atualizada às 15h28)
18 de Setembro de 2014 às 14:20
Informação avançada esta quinta-feira no Conselho de Ministros
Informação avançada esta quinta-feira no Conselho de Ministros FOTO: Tiago Petinga/Lusa

O consórcio SUMA, liderado pela Mota-Engil, venceu o concurso para a privatização de 95% do capital da EGF, a sub-holding do grupo Águas de Portugal, segundo o Conselho de Ministros. 


"O Conselho de Ministros, após a análise do relatório apresentado pela Parpública e pela Águas de Portugal e do parecer emitido pela comissão especial de acompanhamento, verificou que a apreciação dos três concorrentes e das respetivas propostas vinculativas em face dos critérios estabelecidos no caderno de encargos, conduz à seleção do concorrente consórcio SUMA como vencedor, atento o maior mérito da respetiva proposta", lê-se no comunicado. 


O vencedor fica com 95% do capital social da EGF (Empresa Geral do Fomento), a empresa responsável pela recolha, transporte, tratamento e valorização de resíduos urbanos, através de 11 empresas de norte a sul do país que têm como acionistas a empresa estatal Águas de Portugal (51%) e os municípios (49%).

privatização mota-engil SUMA
Ver comentários