Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

Assunção Cristas desdramatiza retirado do Canadá do Protocolo de Quioto

A ministra do Ambiente, Assunção Cristas, desdramatizou esta quarta-feira a anunciada retirada do Canadá do Protocolo de Quioto, sublinhando que a partir de 2015 vigorará o Protocolo de Durban, que será vinculativo e adoptado por todos os países.
14 de Dezembro de 2011 às 18:17
Assunção Cristas lembrou que o Protocolo de Quioto "deixa de fora" os países mais poluentes
Assunção Cristas lembrou que o Protocolo de Quioto 'deixa de fora' os países mais poluentes FOTO: Nuno Veiga/ Lusa

"A lógica aqui é que só Quioto não chega, é preciso muito mais, a ambição tem de ser maior. A Europa liderou nessa matéria e creio que podemos estar confiantes que o futuro se vai fazer já agora, com todos a contribuir para a redução das emissões", disse Assunção Cristas.  

A governante lembrou que o Protocolo de Quioto "deixa de fora" os países mais poluentes, os que mais emissões produzem actualmente, casos dos Estados Unidos da América, da China ou da Índia.  

"A verdade é que conseguimos em Durban ter, pela primeira vez, o compromisso de todas as nações para um instrumento vinculativo a ser preparado a partir de agora e a ser adoptado em 2015. E nessa altura todos estarão, nomeadamente o Canadá, o Japão e a Rússia, que foram os países que se manifestaram indisponíveis para continuar só com Quioto", acrescentou.  
 
Assunção Cristas falava em Terras de Bouro, no decorrer de uma visita ao Parque Nacional da Peneda-Gerês.

assunção cristas ambiente protocolo quioto canadá
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)