Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

Assunção Cristas leva marido e filhos ao jardim do Parque das Conchas para falar sobre apoios à família

A líder e o cabeça de lista do CDS às europeias assinalaram o dia internacional da família com promessas empenho neste "dossier".
Lusa 15 de Maio de 2019 às 23:43
Assunção Cristas em campanha com Nuno Melo
Cabeça de lista do CDS às europeias em campanha
Cabeça de lista do CDS às europeias em campanha
Cabeça de lista do CDS às europeias em campanha
Cabeça de lista do CDS às europeias em campanha
Cabeça de lista do CDS às europeias em campanha
Cabeça de lista do CDS às europeias em campanha
Cabeça de lista do CDS às europeias em campanha
Assunção Cristas em campanha com Nuno Melo
Cabeça de lista do CDS às europeias em campanha
Cabeça de lista do CDS às europeias em campanha
Cabeça de lista do CDS às europeias em campanha
Cabeça de lista do CDS às europeias em campanha
Cabeça de lista do CDS às europeias em campanha
Cabeça de lista do CDS às europeias em campanha
Cabeça de lista do CDS às europeias em campanha
Assunção Cristas em campanha com Nuno Melo
Cabeça de lista do CDS às europeias em campanha
Cabeça de lista do CDS às europeias em campanha
Cabeça de lista do CDS às europeias em campanha
Cabeça de lista do CDS às europeias em campanha
Cabeça de lista do CDS às europeias em campanha
Cabeça de lista do CDS às europeias em campanha
Cabeça de lista do CDS às europeias em campanha
A líder e o cabeça de lista do CDS às europeias assinalaram esta quarta-feira o dia internacional da família com promessas empenho neste "dossier" e com o desejo de Assunção Cristas em multiplicar candidatos como Nuno Melo.

Foi ao final do dia, em Lisboa, que Cristas, acompanhada da família, marido e filhos, surgiu ao lado de dois candidatos europeus, Nuno Melo e Pedro Mota Soares no jardim do Parque das Conchas, onde um animador fazia números de ilusionismo para as crianças algumas de dirigentes centristas.

E que "magia" gostava a líder que acontecesse? A resposta, com um sorriso, foi: "Multiplicar o nosso candidato [europeu] por muitos".

Mais a sério, Assunção Cristas prometeu que, no Parlamento Europeu, o CDS vai defender, por exemplo, que pessoas que queiram dar a assistência a filhos ou ascendentes possam trabalhar em "part-time" e a medida ser financiada pelo Fundo Social Europeu (FSE).

Esta e outras medidas poderão ajudar a responder, ao nível nacional e europeu, o problema da natalidade e dar melhores condições a quem quer ter mais filhos "ou os filhos que deseja".

Horas antes, Nuno Melo visitou o Centro Social e Paroquial de São Tomás de Aquino, ouviu um coro a cantar "Ó malhão, malhão" e até deu uns passos de dança no centro de dia e convívio.

Este "sinal, que é político", foi, segundo afirmou, a escolha do ex-ministro Pedro Mota Soares, uma das pessoas que "mais saber do setor" social, para "número dois" da lista e a promessa do se empenhar neste "dossier" no Parlamento Europeu, caso seja eleito.

E em mais uma resposta ao líder do PS e primeiro-ministro, Melo até fez um paralelismo da sua lista de candidatos com a de um eventual elenco governativo, dizendo que não são "engraçadinhos" ou "novinhos", mas têm capacidades e competências nas suas áreas, quanto a matérias como o mar (Vasco Weinberg), ciência política (Raquel Vaz Pinto) ou Mota Soares (setor social)

Em termos nacionais, Nuno Melo recordou iniciativas do CDS, na Assembleia da República, que tiveram o "chumbo" da esquerda parlamentar, e que visavam dar resposta, pela via fiscal, como "a valorização do número de filhos" na hora de paga impostos.

"O CDS tem insistido na fiscalidade como 'arma'" para tentar "combater a quebra da natalidade" em Portugal, exemplificou.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)